7 Cantos do Mundo

7 coisas bacanas (e gratuitas) para fazer em Copenhague

A gente sempre ouve que a Escandinávia é uma região bem cara – talvez uma das mais caras do mundo – para viajar. E é verdade mesmo! E bem, Copenhague não foge da regra. Mas, como já dizia nosso bom e velho amigo Chapolin Colorado, palma, palma, não priemos cânico!

Há bastantes coisas bem bacanas para fazer em Copenhague e que são… gratuitas! Isso mesmo, de graça, na faixa, 0800. Dá para ter um bom overview do que é a capital dinamarquesa sem gastar um tostão furado. Se você ainda conseguir economizar com a hospedagem – como por exemplo usando o Couchsurfing – e souber onde comer bem e por um preço bom, você consegue incluir essa cidade tão bacanuda no seu roteiro, e sem gastar rios de dinheiro, olha só que beleza!

1. Subir na torre do Palácio de Christiansborg


Também referido como Parlamento, o Palácio de Christiansborg é a sede dos poderes executivo, legislativo e judiciário da Dinamarca, sendo a única construção do mundo que abriga os três poderes simultaneamente.

Palácio de Christiansborg - Copenhague - Dinamarca - 7 Cantos do Mundo

Ele fica bem no centro da cidade. Sua torre é aberta nas quatro laterais, de modo que você consegue ver praticamente toda a cidade de Copenhague – torça para pegar um dia de sol! – em uma visão de 360°.

  • Localização: Prins Jørgens Gård – 468 – København K
  • Horário de funcionamento: Terça a Domingo – das 10h00 às 17h00 (01/01/2017 a 30/04/2017) e Segunda a Domingo – das 10h00 às 17h00 (01/04/2017 a 31/10/2017)
  • Quanto custa: nada

2. Visitar o Kastellet


O Kastellet é uma fortificação em forma de pentagrama, construída pelo Rei Christian IV no Século XVII para aumentar a proteção na parte norte da cidade. Hoje, é um belo parque, que ainda preserva uma zona militar ativa (pertencente ao Ministério da Defesa Dinamarquês), além de uma bela igreja em estilo barroco, um charmoso moinho de vento de madeira e a famosa Pequena Sereia (que faz jus ao seu nome: é bem pequena mesmo!), estátua doada à cidade de Copenhague pelo cervejeiro Carl Jacobsen em 1913.

  • Localização: Gl. Hovedvagt, Kastellet 1 – 2100 København
  • Horário de funcionamento: Todos os dias, das 6h00 às 22h00
  • Quanto custa: zero

3. Passear nos parques


Kongens Have

Este é o meu parque preferido até agora! Isso porque só o conheci no outono e inverno; imagino que na primavera e no verão ele fique ainda mais deslumbrante e cheio de cores. Ele é o jardim do belíssimo castelo Rosenborg (Kongens Have = Jardim do Rei). Dá pra caminhar, correr, ler, meditar, fazer piquenique – ou apenas contemplar mesmo.

  • Localização: Øster Voldgade 4A, 1350 – København
  • Horário de funcionamento: Verão: Segunda a Domingo – das 07h00 às 18h00 | Inverno: Segunda a Domingo – das 07h00 às 17h00
  • Quanto custa: nadica

Fælledparken

O Fælledparken é o maior parque de Copenhague, e fica ao lado do estádio nacional dinamarquês. Ele possui um enorme gramado aberto, um grande lago, parquinhos para as crianças (incluindo uma “mini Copenhague”), campinhos de futebol, além do famoso Skatepark, projetado para skatistas iniciantes a avançados.

Fælledparken - Copenhague - Dinamarca - 7 Cantos do Mundo

  • Localização: Edel Sauntes Allé, 2100 – København
  • Horário de funcionamento: todos os dias, sempre aberto
  • Quanto custa: nulo

Botanisk Have

O Jardim Botânico de Copenhague é uma graça! Ele pertence à Universidade de Copenhague, sendo parte do Museu de História Natural da Dinamarca, e é particularmente interessante pelas suas 27 estufas – a mais notável (Palm House) datada de 1874!

Vale a pena ir conhecê-lo. Bom, no inverno ele fica meio judiado – mas a estufa ainda está lá, e é bem interessante de se visitar – mesmo no frio, é claro.

Botanisk Have

Botanisk Have no outono (outubro/2016)

  • Localização: Øster Farimagsgade 2B – 1353 – København K
  • Horário de funcionamento: Verão (01/04 a 30/09): todos os dias das 08h30 às 18h00 | Inverno (01/10 a 31/03): todos os dias das 08h30 às 16h00
  • Quanto custa: grátis

 Superkilen

Superkilen é um moderno parque urbano super diferentão, localizado no bairro de Nørrebro. Ele foi desenhado por um grupo de artistas e arquitetos, e foca em exaltar a diversidade cultural, com obras estilosas e originais.

Superkilen - Copenhague - Dinamarca - 7 Cantos do Mundo

  • Localização: Nørrebrogade 208 – 2200 – København N
  • Horário de funcionamento: todos os dias, sempre aberto
  • Quanto custa: Ø

4. Caminhar pelo Nyhavn


Porque não dá pra fugir do maior cartão postal da cidade, né? Só ele já é um passeio, dá pra perder um tempinho caminhando e admirando, tirando fotos, tomando um sorvete – ou tomando um solzinho, se você der sorte.

Nyhavn

Nyhavn

Vale super a pena dar uma esticadinha e cruzar a ponte de pedestres no final do Nyhavn. Você tem uma belíssima vista do canal – alcançando o Opera House e o Papirøen (que também é gratuito para visitar e super bacana – você paga apenas o que consumir).

  • Localização: Nyhavn 1-71 – 1051 – København K
  • Horário de funcionamento: todos os dias, sempre aberto
  • Quanto custa: necas de pitibiriba.

5. Ver a troca da guarda real no Palácio de Amalienborg


O Palácio de Amalienborg é a residência oficial de inverno da família real da Dinamarca. A troca de guardas ocorre todos os dias às 12h00. Os soldados partem do Castelo Rosenborg e marcham, com a sua banda própria, até o Palácio de Amalienborg, agrupando-se no pátio principal.

Tem gente que pode não achar nada demais. Mas eu não sei você, mas não é todo dia que eu vejo guardas fardados com aquele uniforme super tradicional, aquele chapéu peludo esquisitíssimo, munidos de espingardas (?), tocando numa banda enorme (enorme!). Tampouco estou acostumada com a ideia de ter uma rainha – não é estranho pensar que a forma de governo de um país, em 2017, é a monarquia? Para mim soa meio anacrônico, não sei por que.

Enfim, eu achei um evento bacaninha e digno de ser prestigiado.

  • Localização: Amalienborg – 1257 – København K
  • Horário de funcionamento: todos os dias, às 12h00
  • Quanto custa: 1.000 x 0

6. Conhecer Christiania


Christiania – ou Freetown Christiania – é uma comunidade independente, com leis próprias, fundada na década de 1970 por hippies e outros ativistas numa área militar abandonada.

Ir para Christiania é entrar em uma dimensão paralela do espaço-tempo! E digo isso quase que literalmente, pois seus fundadores e moradores parecem ainda viver naquela época, e consideram (formal ou informalmente) a comunidade como sendo realmente fora da Dinamarca. Tanto que, na saída, há uma placa com os dizeres “You are now entering EU” (“Você está agora entrando na União Europeia”).

Christiania - Copenhagen - Denmark - 7 Cantos do Mundo

Uma das entradas de Christiania. Atrás desta placa, lê-se “You are now entering EU”

Um dos fatos mais curiosos sobre o local – e certamente o que mais atrai turistas e basicamente qualquer pessoa mesmo – é que a comercialização e o consumo da maconha são liberados por lá. Tem vários tipos e qualidades – os especialistas podem ir averiguar por si próprios. Os vendedores ficam em mesas em uma determinada área, você se aproxima, pede, paga e pronto. Simples assim.

Christiania - Copenhagen - Denmark - 7 Cantos do Mundo

Mas quem não é apreciador da bendita erva também curte bastante o lugar. Tem muita gente do bem praticando o Deboísmo: apreciando a vista no lago, tomando uma cerveja ou um chocolate quente, batendo um bom papo, curtindo uma música, comendo uma comida orgânica natureba… é realmente um lugar delícia com uma atmosfera diferente!

Christiania - Copenhagen - Denmark - 7 Cantos do Mundo

  • Localização: Christiania – Christianshavn
  • Horário de funcionamento: todos os dias, o dia todo
  • Quanto custa: bulhufas

7. Conhecer o bairro Nyboder


Nyboder é um dos bairros mais antigos de Copenhague, construído pelo Rei Christian IV para acomodar os oficiais da Marinha e sua família no Século XVII. Os marinheiros tinham de cumprir até 20 anos de serviço militar em troca de uma cobiçada moradia neste bairro, que contava com hospital, escola e polícia próprios.

Nyboder - Copenhague - Dinamarca - 7 Cantos do Mundo

São vários quarteirões de casas amarelas e repetidas inúmeras vezes. Muito interessante! Aproveite para visitar a igreja de Sankt Pauls.

  • Localização: Skt. Paulsgade 24 – 1313 – København K
  • Horário de funcionamento: todos os dias, o dia todo
  • Quanto custa: coisa alguma

Este post é parte do Projeto Morador Turista, da RBBV – Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem. Acompanhe a hashtag #moradorturista nas principais redes sociais e descubra novos lugares com os nossos mais de 1000 blogueiros!

instagram

 Comece a planejar sua viagem agora mesmo!

Reservando com os nossos parceiros, você não paga nada a mais por isso, e ajuda um pouquinho o blog 🙂

Temos parceiros para hospedagem, seguro viagem, aluguel de carro e agência de viagens, ecoturismo e bem estar, com roteiros prontos ou personalizados.

Veja AQUI.

 Achou este post bacana? Curta, comente, compartilhe!

Sobre a autora Ver todos os posts Site da autora

Laura Sette

Bióloga paulistana que não vai sossegar enquanto não conhecer os sete cantos do mundo. Apaixonada por natureza e culturas, é perdendo-se por aí que ela se encontra. É viciada em livros e café, positividade é sua filosofia de vida e não perde uma oportunidade de rir e fazer rir com uma (nem tão) boa piada.

Comente! :)

26 ComentáriosDeixe um comentário

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *