7 Cantos do Mundo

Trintei! E agora?

Trintei - 7 Cantos do Mundo

02/08/2017: Este pode ser um dia comum para você. Mas é um dia muito significativo para mim.

Hoje completo 30 anos

Trinta. Três-ponto-zero. Mudo de dígito. Entro na minha quarta década de vida.

Acabou-se a era dos 20. Acabou-se a época em que se é permitido ser jovem e imatura, fazer besteiras e pôr a culpa na falta de experiência; ser universitária e não ter responsabilidades; começar a trabalhar, achar que está arrasando, só para mais tarde descobrir que você não faz a menor ideia do que está fazendo, e que este provavelmente não é o caminho que você quer e deve seguir.

Agora é hora de virar gente grande. Saber o que quer, ser segura de si, se auto-afirmar, ter autoridade em um assunto, ser independente, ter uma carreira se consolidando e ter um cantinho para chamar de seu.

É ou não é assim? É, bem… não exatamente.

Se era para chegar aos 30 com toda essa, digamos, maturidade profissional e pessoal, acho que eu fiquei bem aquém das expectativas. Falhei com categoria!

Engraçado como não apenas a família e a sociedade, mas como nós mesmas esperamos tantas coisas para um determinado momento de nossas vidas. Quem nunca leu um “X coisas para fazer até os 30 anos” por aí? A gente toma certas coisas por correto. Tem que ser assim. Se não for? Ah, se não for você é um fracasso. Sempre essa tal de expectativa ferrando com tudo…

Trintei

Cheguei aos 30 não apenas não bem resolvida pessoal e profissionalmente, como no meio de um imenso turbilhão de coisas, emoções e incertezas! Venho caminhando em um longo e árduo caminho, que se iniciou desde que resolvi sair do meu armário, e desde então, infinitas coisas aconteceram. Coisas que não estavam no script.

“Venha se perder nesse turbilhão
Não se esqueça de fazer
Tudo o que pedir esse seu coração”

Obrigada, Vinícius! 🙏🏽

Descobri um mundo inteiro novo dentro de mim, e fiquei maravilhada com ele! E ao mesmo tempo assustada, porque a gente descobre muitos nós escondidinhos ali dentro. E eles doem. Doem muito mesmo. É chato mexer neles. Incomoda. Mas eu entendi que, se eu quero realmente evoluir como pessoa e viver com propósito, eu preciso desatá-los. Custe o que custar.

E agora?

E agora? E agora nada. Vou apenas seguir vivendo, sei lá. Continuar andando pra frente. Tem alguma outra direção possível?

Entrar na trigésima idade não muda nada, mas ao mesmo tempo muda tudo! Dá um tilt no cérebro. É uma sensação estranha, difícil de explicar.

Sei que não sou mais criança, mas tampouco me sinto super adulta. Muito pelo contrário! Só estou mais madura, ligando mais o “f*da-se” para o que não é realmente importante e, principalmente, para a opinião dos outros. Mas continuo me sentindo a mesma menina bobona e sonhadora que eu era com 12 anos.

Cada um tem a sua história e o seu momento de despertar.

Eu estou tendo o meu agora (bem, desde os 28 anos, mais ou menos). Se foi tarde? Não existe isso de cedo ou tarde. Não existe tempo certo. Existe o seu tempo. Quando é para ser.

Sou mais forte, mais paciente com o que importa, menos paciente com coisas supérfluas. Mas, principalmente, mais consciente de mim mesma. Do meu ser.

Processo finalizado? Longe disso! Pelo contrário, vejo que tenho um longo caminho pela frente. E penso: ainda bem! Quero mesmo ter muitas estradas a percorrer nessa vida – sejam as concretas, sejam as subjetivas da minha jornada espiritual.

Quero seguir sendo aprendedora, com a pureza de uma criança e a força de um adulto.

Viva meus 30 anos! \o/

Feliz aniversário pra mim! 😀

Trintei - 7 Cantos do Mundo

 Já segue o 7 Cantos do Mundo nas redes sociais?

instagrampinterest

Sobre a autora Ver todos os posts Site da autora

Laura Sette

Sou paulistana, bióloga, viciada em viagens, trilhas, livros e café, curiosa incansável e nerd assumida. Considero-me uma eterna aprendedora, e estou em constante busca da minha melhor versão. Acredito no poder transformador do autoconhecimento, e que, com amor e verdade, somos capazes sim de mudar o mundo! Moro atualmente na Dinamarca, como parte do grande plano de conhecer os 7 Cantos do Mundo.

Comente! :)

1 comentárioDeixe um comentário

  • Parabéns, Laura!!

    Eu tb tive um tilt quando trintei, fica tranquila que #tamojunta… hahaha
    Quando eu pensava nos trinta lá atrás eu achava que ia estar bem financeiramente, casada, com uns 2 filhos (ser mãe velha, não dá neh?)… hahahah
    Aí cheguei nos trinta estando ok financeiramente, muito bem casada obrigada e com -80 vontade de ter filho nenhum… As vontades aqui só giram em torno de tentar passar o máximo de tempo explorando esse mundo!! E nossa, isso totalmente não é o que esperam de você na sociedade, né?! Não vai virar adulta?!

    Acho que o maior problema são as expectativas fantasiosas que temos quando somos mais novas, se baseando na vida dos outros, no que esperam que a gente faça…
    Se serve de consolo, em um mês eu to fazendo 34 e o tilt já passou, e eu to ótima comigo mesma e f*da-se o que as pessoas pensam… O que importa é a gente ser feliz! hahahah

    Beijo grande, feliz aniversário e que vc tenha uma jornada linda pelos próximos 40 dias!

    🙂

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

Inline
Inline