7 Cantos do Mundo

Um pedacinho de paraíso chamado Trindade

Quando uns amigos da faculdade contaram que foram acampar em Trindade há alguns anos, eu fiz um filminho na minha cabeça de um lugar selvagem, inóspito, isolado de tudo e de todos. E certamente ele era, e talvez até nem tanto tempo atrás assim. Mas o que encontrei na verdade foi uma tranquila vila bem provida de acomodações e serviços. Tudo bastante rústico, é claro, e creio que seja justamente isso que torne a cidadela tão acolhedora.

Localizada a 314 km de distância de São Paulo e 245 km do Rio de Janeiro, Trindade é uma vila que faz parte do município de Paraty (RJ). Um cantinho lindo e delícia, e relativamente pouco explorado. Relativamente.

Como chegar


De carro

O acesso a Trindade se dá pela rodovia Rio-Santos (BR-101) no trevo do Bairro do Patrimônio, a 7km da divisa estadual SP-RJ e 18km do trevo de Paraty. Há uma pequena “serra” até chegar à vila. Atenção: a rampa de acesso a essa estrada é mal sinalizada e um pouco escondida, principalmente se você vem de Paraty; fique atento.

De ônibus

O mais viável é ir até Paraty desde sua cidade e de lá pegar um ônibus urbano na rodoviária (tarifa: R$ 5,00). Consultar horários da Linha Trindade.

Hospedagem


Hostels

Principais campings

  • Ponta da Trindade
  • Na Praia
  • Tarumã
  • Nascer do Sol
  • Camping Américo Rosa
  • Beira Mar
  • Menina Flor
  • Guaiamum

Pousadas

O que fazer por lá


Trindade tem 5 praias principais:

1. Praia do Cachadaço

Grande, sem quiosques (apenas um restaurante rústico e um camping, pelo que vi), chega-se por uma pequena trilha (400m) a partir da Praia do Meio.

Praia do Cachadaço - Trindade - RJ

Praia do Cachadaço

2. Praia do Meio

Pequena, de fácil acesso a partir do centro, bastante populosa no final de semana.

3. Praia de Fora/Praia do Rancho

Longa, de fácil acesso a partir do centro, tem quiosques, pousadas e restaurantes na beira da praia, mas apesar disso não causa aquela sensação de sufoco de praias lotadas, achei bem agradável.

Praia de Fora - Trindade - RJ

Praia de Fora

4. Praia Brava

Inabitada, com fortes ondas, cachoeira próxima, acesso por trilha (30 minutos de caminhada) a partir da estrada (não sinalizada – perguntar).

5. Praia do Cepilho

Primeira praia que se vê ao chegar da estrada, preferida dos surfistas.

Piscina do Cachadaço

Águas cristalinas e peixinhos coloridos; acesso por trilha (1.700m) a partir da Praia do Cachadaço ou barco (R$10 cada trecho ida-volta); no outro lado da piscina, saindo para o mato de novo, existe uma gruta.

Piscina-do-Cachadaço-Trindade

Piscina do Cachadaço. Foto: www.paraty.com.br

Cachoeira dos Codós

Onde se localiza a famosa Pedra que Engole, acesso por trilha (15 minutos) a partir da Praia do Meio ou da vila.

Cabeça do Índio

Formação rochosa na Ponta de Trindade que pode ser vista da Praia do Meio e da Praia do Cachadaço, acesso por trilha (consultar condições da trilha, às vezes fica impossibilitada) ou barco.

Esportes

Você encontra nas praias pontos de aluguel de caiaque e pranchas de Stand Up Paddle (SUP) e surf.

Na cidade


  • Faz-se tudo a pé, as ruas são seguras e sempre com movimento. Mas é tudo muito tranquilo: bares, restaurantes,voz e violão ao vivo em um ou outro lugar… nada de muito agito e barulho desencessário. O clima é bem paz & amor <3
  • Você consegue comer um PF bem digno em vários lugares por cerca de R$ 20
  • Tem a sorverteria Pistache (a mesma que tem em Ubatuba), e é uma d-e-l-í-c-i-a!
  • Não tem caixa eletrônico, apenas em Paraty
  • Muitos lugares não aceitam cartão e, se aceitam, verifique se estão com sinal antes da compra
  • O sinal 3G de celular é muito ruim (até da Vivo)
  • Wifi? Esquece! Mesmo quando falam que tem, desconfie. Duvido que pegue bem em algum lugar. Mas calma, é um favor que Trindade te faz: desapegue do mundo virtual!
Rua próxima à Praia do Rancho – Trindade – RJ

Rua próxima à Praia do Rancho

 Importante:

No verão, as praias e trilhas podem ficar mais cheias. Se você é do tipo que curte uma praia isoladona, prefira ir fora da temporada.

Vi muita sujeira nas trilhas. Isso é inadmissível! Sério. As pessoas não apenas não respeitam o aviso de não poder entrar na trilha com isopores, alimentos e bebidas, como deixam o seu lixo por ali. Por favor, seja um visitante (e um ser humano) consciente. Sempre, em qualquer lugar. Obrigada, de nada.

Ainda estou decidindo se o fato de Trindade não ser completamente inóspita e selvagem é bom ou ruim, mas independente de qualquer coisa, eu amei esse canto. Vale muito a pena conhecer!

Para mais informações, consulte:

Data da trip: Dezembro de 2014 e Novembro de 2015.

 Já segue o 7 Cantos do Mundo nas redes sociais?

 Comece a planejar sua viagem agora mesmo!

Reservando com os nossos parceiros, você não paga nada a mais por isso, e ajuda um pouquinho o blog 🙂

Temos parceiros para hospedagem, seguro viagem, aluguel de carro e agência de viagens, ecoturismo e bem estar, com roteiros prontos ou personalizados.

Veja AQUI.

 Achou este post bacana? Curta, comente, compartilhe!

Sobre a autora Ver todos os posts Site da autora

Laura Sette

Sou paulistana, bióloga, viciada em viagens, trilhas, livros e café, curiosa incansável e nerd assumida. Considero-me uma eterna aprendedora, e estou em constante busca da minha melhor versão. Acredito no poder transformador do autoconhecimento, e que, com amor e verdade, somos capazes sim de mudar o mundo! Moro atualmente na Dinamarca, como parte do grande plano de conhecer os 7 Cantos do Mundo.

Comente! :)

5 ComentáriosDeixe um comentário

  • Oi Laura! Achei seu blog pois estou procurando roteiro para Ibitipoca….adorei suas dicas. Acontece, que eu sou superrrrrrrr indecisa e estou na dúvida entre Trindade e Ibitipoca para ir em janeiro agora de 2016. Sei que são roteiros diferentes e com propostas distintas também rs…mas gostaria de saber qual você gostou mais, qual vale mais a pena conhecer. Pretendo ficar uns 5 dias no local. Desde já agradeço, beijão

    • Olá, Thamires! Olha, pergunta difícil essa que vc me fez, hein? hehe Eu sempre fui fã de praia, e Trindade é lindinha demais! Porém, acho que vc deve levar em conta que em janeiro deve ficar mais cheio por lá. Com o tempo, descobri que sou apaixonada por montanha tbm, então Ibitipoca entrou pra minha lista de lugares favoritos! Também tem que levar em conta que janeiro tem mais chance de chuva. Trindade dá tanto pra ficar “de boa na lagoa” largada nas praias, como fazer umas trilhas; em Ibitipoca o grande “tchans” é o parque – que vc mata em 3 dias – pq a cidadezinha é uma graça e rola música a noite e tals, mas de dia não tem o que fazer. Acho que em termos de “valer a pena conhecer”, ambos valem demais! Agora, se a pergunta é qual eu gostei mais, eu acho que fico com Ibitipoca – mas isso pode ter um viés pessoal aí sobre o momento em que fui, com quem fui, etc. Ajudei? Ou só confundi mais? rs Depois me conta o que decidiu! 😉 beijão

      • hahahaah obrigada, ajudou sim!!! Vou pra Ibitipoca mesmo. Mas vou um final de semana pra Trindade também.. Acabo conhecendo os dois, mas acredito que assim como vc irei amarrrr Ibiti. Beijão

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

Inline
Inline