7 Cantos do Mundo

Dicas para curtir o inverno na Europa (que aprendi morando na Dinamarca)

*Este post é dedicado aos amigos e leitores que moram/morarão na Europa, ou aos viajantes que lá passarão um período mais longo – no caso, no inverno.

Para alguns, o inverno pode ser um período difícil na Europa. Para mim, foi. Os dias são curtíssimos e muito mais frios do que qualquer brasileiro que nunca saiu de sua terra natal poderia imaginar. Eu sobrevivi ao meu primeiro inverno na Dinamarca, e, com isso, aprendi algumas coisinhas.

Hoje sim tá nevando de verdade! 🌨⛄️🌨⛄️ Olhar pela janela hoje tá parecendo aquelas bolas de vidro que você vira de ponta cabeça e a nevezinha fica caindo, dançando – sabe do que eu tô falando?? 🔮❄️😂 É floquinho de neve voando pra tudo que é lado, até pra cima! 🙃 . 📷@alexanmtz . #7cantosdomundo #copenhagen #dinamarca #brasileirospelomundo #wanderlust #rbbvviagem #viajantesdubbi #360meridianos #amoviajar #pelomundo #viajandopelomundo #turistandonomundo #prefiroviajar #melhoresdestinos #maiorviagem #destinosimperdiveis #dinamarca #denmark #copenhaga #visitdenmark #visitcopenhagen #govisitdenmark #ig_denmark #copenhagenbible #moradorturista

A post shared by ʟᴀᴜʀᴀ sᴇᴛᴛᴇ🌎7 ᴄᴀɴᴛᴏs ᴅᴏ ᴍᴜɴᴅᴏ (@7cantosdomundo) on

Parece um tanto irônico que, em pleno (quase) verão brasileiro, eu venha dar dicas para curtir o inverno na Europa. Logo eu, que fiz de tudo para fugir da estação gélida e sonhava acordada com os dias quentes, outrora tão distantes da minha realidade!

Pois é. Mas, mesmo sabendo que iríamos escapulir da maior parte do inverno europeu 2017/2018, ocorreram-me sugestões de coisas que eu – ou você, sua avó, seu cachorro, seu papagaio – poderia implementar, ou reforçar, para passar por essa estação do ano de forma mais suave. Coisas essas que aprendi com a tia Dinamarca, após ter passado mais de 1 ano em sua companhia – o que, obviamente, incluiu um período invernal.

Você sabia que… O inverno no hemisfério norte começa, segundo o calendário meteorológico, no dia 01 de dezembro, e, segundo o calendário astronômico, no dia 21 de dezembro (em alguns anos, dia 22)?

A ideia é transformar o que seria uma coisa pesada, arrastada, em uma coisa empolgante e cheia de possibilidades! Afinal, o período de “hibernação” do inverno tem lá também o seu charme e as suas vantagens.

Vamos a elas?

Dicas para curtir o inverno na Europa

Acenda velas pela casa

Photo by MIKI Yoshihito. (#mikiyoshihito) on VisualHunt.com / CC BY

Se tem uma coisa que os dinamarqueses gostam é de velas! Elas fazem parte da decoração de qualquer ambiente, seja doméstico, seja comercial, e criam um clima muito aconchegante – o famoso hygge! Vale a pena investir em umas velinhas para tornar seus (escuros) dias de inverno mais agradáveis.

(Só cuidado para não abusar na quantidade e deixar sua casa parecendo um velório! 😅)

Tome vinho

Convenhamos, que situação não vai bem com um vinhozinho? Eu adoro cerveja, mas percebi que o vinho combinava melhor com o frio. Comecei a criar o hábito de sempre ter uma garrafa (ou algumas…) à mão em casa, em Copenhague. O vinho aquece, acolhe, inspira, e combina perfeitamente com um ambiente à luz de velas!

Aproveite para conhecer um pouco mais das variedades dessa bebida milenar. Degustar diferentes tipos com diferentes pratos é também uma ótima ideia! E, claro, dependendo do país em que estiver, ainda pode provar as bebidas quentes típicas de Natal à base de vinho, como o Gløgg dinamarquês e o Glühwein alemão.

Explore o Netflix (e similares)

Quer época melhor para mergulhar nas profundezas do Netflix e virar um especialista em séries e filmes? Peça recomendações aos amigos, veja notas no IMDb, faça uma listinha e bundas-e-sofás à obra! Combine de assistir com seus amigos, seu companheir@, estoure pipoca, faça brigadeiro… enfim, faça disso um momento prazeroso, um verdadeiro programa!

Quer algumas sugestões minhas? (Amigo experiente de Netflix, você vai achar algumas dessas recomendações muito básicas. Sorry! Tem gente que nem essas assistiu. Pula para o próximo tópico)

  • Breaking Bad
  • Better Call Saul
  • Orange is the new black
  • How I met your mother
  • Orphan Black
  • How to get away with murder
  • Dexter
  • Narcos
  • 13 Reasons Why
  • Black Mirror

Leia bons livros

Um sofá, um latte/capuccino/chocolate quente/chá, uma mantinha, e um bom livro! Ô, delícia! Se tiver uma lareira então!

Assim como fazer com o Netflix, transforme a leitura em um acontecimento! Escolha bons livros – seja com boas histórias, seja para estudar um assunto novo.

Quer uma dica de um livro divertidíssimo? Veja aqui!

Faça um curso

O inverno é um ótimo momento para se aventurar em aprender uma nova habilidade ou se masterizar em um novo assunto. Você pode estudar por meio de livros, mas também pode fazer cursos online. O que não falta hoje são opções para você explorar no conforto do seu (caloroso) lar e do seu computador! E o melhor: há muitos cursos que são gratuitos! E muitos outros têm um valor bem em conta.

Veja (apenas) algumas opções com as quais eu já tive algum tipo de contato e recomendo:

Existem infinitas mais, joga no Google pra você ver…

 

Estabeleça metas

Eu sou a louca das metas, dos cadernos, das to-do lists… ter metas é importantíssimo para nosso crescimento pessoal, motivação, produtividade e, por último e mais importante, felicidade. A excitação causada pelo desafio à frente somada ao prazer quase orgásmico de ver um item sendo ticado da lista são uma excelente fórmula para enaltecer sua autoestima e proporcionar uma vida mais empolgante.

Na minha vida pessoal, é nítida a diferença de quando estou com metas bem definidas e quando meio que largo pra “lá”. É saudável ter ambições – e não estou me referindo a dinheiro e coisas grandes e/ou materiais, ok? Ainda que nada lhe impeça de ter metas assim. Refiro-me mesmo a quaisquer tipos de objetivos: pode ser de trabalho, viagens, educação, saúde, viagens, projeto pessoal, finanças… eu já mencionei viagens?

Aproveite a clima caseiro para revisar suas metas antigas (se é que existiam) e estabelecer novas! Vale de curto, médio ou longo prazo. Esse assunto dá pano para manga, vou parar por aqui. Podemos, quem sabe, falar mais dele em outro momento.

Planeje viagens

Se o inverno é uma época mais chatinha para viajar na Europa (muito frio, dias curtos, lugares fechados etc), pois saiba que ele é ótimo para planejar uma viagem! Preciso dizer mais alguma coisa? Sonhe, pesquise, inspire-se, anote, compre, reserve, e aguarde ansiosamente a chegada de mais uma experiência incrível!

Faça exercícios físicos

Esse tópico é simplesmente importantíssimo! Sei que no inverno o que menos temos vontade é de colocar uma roupa fina, apertada e de ir congelar se mexer lá fora ou em alguma academia fechada com cheiro azedo de suor.

Mas, meu amigo, minha amiga, os exercícios são essenciais para manter a sua energia, disposição, saúde (inclusive mental!) nessa estação do ano. É sério! Faz muita diferença! Não desista, força! Prometo que vai valer a pena!

Nem preciso dizer para você também manter um plano de exercícios, né? Taca-lhe metas também!

Está curtindo? Que tal curtir também a nossa página no Facebook? 🙂

Cozinhe pratos novos

Antes do tédio apertar, que tal “brincar” de cozinhar novos pratos e experimentar novos sabores? Até eu que nunca fui muito de cozinha aprendi a gostar disso! É até divertido, e juro (ou não) que não é só pela parte de comer.

Além disso, existe uma coisa muito positiva de você pensarplanejar as suas refeições: quando menos se percebe, você está comendo melhor. Nesse um ano de Dinamarca, eu reduzi drasticamente meu consumo de carne, farinha branca, leite e outras coisas não muito legais, e aumentei muito o consumo de vegetais variados. 🙂

Tenha roupas confortáveis para ficar em casa

Já que você vai ler livros, estabelecer metas, assistir Netflix, cozinhar e tomar vinho à luz de velas, nada mais justo do que fazer isso com uma roupa beeem confortável, né? Arrume um delicioso moletom, meias fofinhas e seja feliz!

Invista em roupas adequadas ao frio

Mas é claro que, em algum momento do inverno, você vai precisar e querer sair de casa. E tem que sair mesmo! (tudo bem que a gente sempre se arrepende 5 minutos depois de pôr o pé na rua, mas enfim)

Nesse caso, é fundamental ter as roupas corretas para encarar o frio. Se não, você traumatiza, volta pra casa e hiberna feito urso polar até a primavera. O que fazer então? Invista em segunda pele (ceroulas e blusas), casaco impermeável e corta-vento, sapatos forrados, meias térmicas, gorro e luvas – e nem sonhe em esquecer o cachecol! Esquentar o pescoço faz toda a diferença.

Saia de casa – para programas indoor

Novamente: é importante sair de casa. Se não, a deprê pode te pegar, mesmo com toda a programação anterior. Mas, já que ficar na rua sassaricando não é lá muito confortável, aproveite para fazer programas indoor, como ir a museus, concertos, cinemas, restaurantes. Explore o que a sua cidade tem de bom! Na Europa, certamente haverá alguma programação que valerá a sua coragem de pôr a cara no freezer, ops, na rua!

Que tal (olha a novidade) estabelecer um plano de metas de lugares a conhecer nesse inverno?

O que fazer em Copenhague - Thorvaldsens Museum - Copenhague - Dinamarca - 7 Cantos do Mundo

Como você pode ter notado, minhas dicas para curtir o inverno na Europa não são coisas de outro mundo. Mas acho que o ponto-chave aqui é organização. Criar metas e planos em cima de coisas simples. Fazendo tudo isso de forma pensada (ao invés de “largada”), você transforma coisas normais em acontecimentos excitantes, motivantes, especiais, únicos!

Eu certamente vou adotar essa estratégia no meu próximo inverno na Europa. O que achou? 🙂

E aproveita e salva este pin no seu Pinterest! 😉

 Comece a planejar sua viagem agora mesmo!

Reservando com os nossos parceiros, você não paga nada a mais por isso, e ajuda um pouquinho o blog 🙂

Temos parceiros para hospedagem, seguro viagem, aluguel de carro e agência de viagens, ecoturismo e bem estar, com roteiros prontos ou personalizados.

Veja AQUI.

 Achou este post bacana? Curta, comente, compartilhe!

Sobre a autora Ver todos os posts Site da autora

Laura Sette

Sou paulistana, bióloga, viciada em viagens, trilhas, livros e café, curiosa incansável e nerd assumida. Considero-me uma eterna aprendedora, e estou em constante busca da minha melhor versão. Acredito no poder transformador do autoconhecimento, e que, com amor e verdade, somos capazes sim de mudar o mundo! Moro atualmente na Dinamarca, como parte do grande plano de conhecer os 7 Cantos do Mundo.

Comente! :)

2 ComentáriosDeixe um comentário

  • Oi Laura!

    Você poderia me dar dicas de onde comprar roupas de inverno apropriadas?
    Estarei na Finlândia em dezembro/2018, e planejo conhecer a Dinamarca. Não sei o que é frio (moro em Natal/RN) e não consigo imaginar -30ºC da Finlândia 😝

    Obrigada!

    • Olá, Ana!
      hahaha você não sabe o que é o frio mesmo! Olha, roupas para um frio da Dinamarca você consegue comprar na Decathlon (tem em Natal?) por um preço bem ok. Agora, para essa temperatura que você mencionou, de -30°C, eu sinceramente não sei te recomendar no Brasil não… muito menos em Natal! Normalmente, quem viaja para locais assim tão frios acaba comprando as roupas lá fora. No Brasil, ou você não encontra, ou encontra mas custam muito caro! O que eu faria: daria um pulo na Decathlon e garantiria pelo menos a segunda pele (calça e blusa), um fleece e um corta vento, além de gorro, luva, cachecol, para você não congelar logo na chegada.. hehe
      Boa sorte!!
      Bjos

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

Inline
Inline